quinta-feira, 23 de junho de 2011

Mesmo depois de tanto tempo, ainda lembro da tua voz.
Lembro de quando você estava ao meu lado.
A saudade ainda aperta o peito e o choro continua preso na garganta.
Mesmo depois de tantas mudanças, provavelmente te reconhecerei.
Nem sei por onde andas, na verdade, sei que aqui dentro, em minhas lembranças, você continua com seu sorriso.
Depois de tanto tempo...
Nunca te deixei.
Nunca quis te deixar.
E você continua a ser parte de mim.
Quem sabe até hoje espere a ligação que não fiz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário