segunda-feira, 13 de junho de 2011

Previsões

Minha suposição? De que será como sempre. Você estará frente a frente com quem algum dia amou e te amou. 

               A olhará da cabeça aos pés. A raiva pulsará em tuas veias. Os pensamentos confundirão em sua mente. Você estará torturando-se, perguntando-se como... como pôde fazê-lo, como pôde amá-la. Ela não reparará na verdade que teus olhos escondem, mas os amará; os guardará para sempre, afinal, é o que ela tem feito todo este tempo... tem guardado, tem pensado, tem convivido com cada pedaço da única imagem que tem de ti. E você estará desconsiderando todas as possibilidades sugeridas anteriormente... tanto a você quanto a ela. Embora deixe-se perder na profundidade de seu olhar, não consegue considerá-lo seu. Não fará nada além de apresentar um falso sorriso - que ela julga verdadeiro. Depois deixará claro que ela é considerada um mero paliativo. 

Se sempre é assim, por que com você seria diferente?
Por que seria um amor diferente, se nem o significado, nem o uso da palavra é verdadeiro no presente? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário