domingo, 5 de fevereiro de 2012

Borboletas.

Eu quero me perder em tua mente. Sugar teu infinito. Sugar teus pensamentos. Quero me fazer presente como todas as outras mudanças. Como todos os outros novos. Como todas as outras vidas, que a cada dia nascem e morrem dentro de ti... Como uma borboleta. Quero ser mais uma das borboletas do teu jardim, e que me cuides tão bem quanto cuidas de tuas flores, tão bem quanto cuidas das outras borboletas, porque sabes que, algum dia, algumas irão embora para dar lugar a outras, e as outras, bom, talvez nem passem tanto, talvez passem muito, mas, independentemente, farão parte da lista de visitantes do teu jardim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário